maternidade

Maternidade: Sentimentos de uma gestante

Olá mamães!

Atualmente em meu consultório estou com muitas pacientes que estão sendo mães de primeira e segunda viagem, e naturalmente, muitos assuntos ligados a maternidade estão surgindo!

Criei este espaço no blog para auxiliar também algumas mães que possam estar com questionamentos semelhantes, e para que possam compreender da melhor forma este período de inúmeras transformações e descobertas.

Fique por dentro das dicas e importante reflexões que vamos fazer!

Maternidade: Sentimentos de uma gestante

A grande maioria das mulheres consegue perceber as alterações básicas no corpo e na rotina que ocorrem já nos primeiros períodos da gestação. Sonolência, cansaço, azia, enjoos, são algumas destas características orgânicas. Ao mesmo tempo, uma infinidade de processos emocionais estão ocorrendo dentro desta nova mãe. Inseguranças, medos, ansiedade… Questionamentos sobre modificações de sua vida prática, sua identidade como mulher, transformações no corpo… Enfim, é um grande fluxo de pensamento e uma grande mistura de sentimentos.

Quando nos deparamos com algumas destas ideias, revivemos um pouco de nossa história pessoal. Lembramos do que foi essencial em nosso desenvolvimento através da conduta de nossos pais, e também, repensamos sobre o que não gostaríamos de repetir com o futuro bebê. Fica-se com um pé no passado e um no futuro.

Surge então nesta nova mãe, a ideia de conquistar a perfeição, sem falhas e controlando todas as variáveis. Se você está indo por esta linha, cuidado mamãe! Ao invés de ajudar, este pensamento pode ser angustiante e muito frustrante. Divida seus planos e receios com o pai, coloque um pouco destas ideias para fora. Os pais sempre querem acertar, mas nem sempre acerta-se de primeira. Assim como o bebê, vocês também estarão se experimentando em um contexto novo!

Dividir algumas angústias com o pai, é uma forma de partilhar responsabilidades e suavizar alguns pensamentos. A construção deste novo ser é dever de ambos, não apenas da mãe. Porém, sabem que nos primeiros meses de vida o contato com a mãe é muito mais intenso.

Não se cobre tanto, a maternidade é um momento especial!

Gerar e dar a luz a uma nova vida, é algo mágico e transformador. Sem dúvidas, você irá passar o que há de melhor em si mesma para seu filho. Amar-se e cuidar-se durante a gestação é fundamental para manter seu equilíbrio emocional. Em meio a tantas alegrias e descobertas, enfrentamos também dias mais difíceis, como em qualquer outro momento da vida. Infelizmente, a maternidade não nos isenta de encarar os conflitos da vida!

Esteja atenta para perceber suas emoções durante a maternidade!

Cuidar dos nossos pensamentos é uma forma de nos manter em bem estar e constante aprendizado. E no período da gestação não é diferente, nem menos importante.

A maternidade convida a mulher a ocupar diferentes espaços de transformação. Ela vai aprender a ser mãe, sem antes mesmo ter visto a fisionomia do bebê ou pegá-lo no colo, abdicando de alguns hábitos antigos que possam colocar mãe e filho em risco. Vai perceber seu corpo se modificando ao longo dos meses, aprender novas formas de lidar com sua sexualidade, encontrar novas alternativas de driblar o estresse do trabalho e conflitos nas relações…Sendo assim, estes e tantos outros aprendizados só serão possíveis se a mãe estiver atenta ao seu mundo interno.

Acompanhamento médico, associado a boas práticas, como cuidados com alimentação, lazer, meditação, exercícios físicos e psicoterapia, são ferramentas que possibilitam bem-estar e maior conforto para adaptar-se de maneira saudável a esta nova etapa de sua vida.

Então mamães, vivam este momento de alegria com serenidade e equilíbrio, seu bebê está a caminho!

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Fechar Menu